Oracle apresenta no Brasil máquina com tecnologia Sun

Exadata versão 2,  integrando SW e HW das duas empresas. Por Edileuza Soares, da Computerworld

A Oracle apresentou em Janeiro, no Brasil, o equipamento  Exadata Database Machine versão 2, que integra hardware da Sun e software da companhia. Considerada pela empresa como a máquina mais rápida do mercado para data warehouse e processamento de transações online, o produto estará disponível no País em quatro modelos de rack para atender grandes e médias organizações.

Lançado em setembro do ano passado, nos Estados Unidos, pelo CEO da Oracle, Larry Ellison e o vice-presidente da Sun, John Fowler, o Exadata 2 é a grande aposta da companhia para brigar com fabricantes de hardware como IBM, HP e EMC. O produto é composto por servidor e storage, além de trazer componentes desenvolvidos especialmente para sua arquitetura.

A solução integra a tecnologia FlashFire da Sun, o Database 11g Release 2 e o Oracle Exadata Storage Software Release 11.2. Essa versão do Exadata, segundo o vice-presidente de vendas indiretas da Oracle para a América Latina, Adriano Chemin, é duas vezes mais rápida que a anterior, a qual lançou com hardware da HP.

O executivo destaca que a primeira versão era específica para data warehouse. Já o Exadata 2 foi concebido para Online Transaction Processing (OLTP) ou para processamento de transações em tempo-real. De acordo com Chemin, o equipamento é ideal para processar grandes bases de dados de aplicações de gestão empresarial (ERP), relacionamento com o cliente (CRM), de Recursos Humanos e Business Intelligent (BI), entre outras.

A solução atende a empresas grandes e médias de todos os segmentos e seu maior apelo, afirma Chemin, é a rapidez no processamento das informações online, podendo atingir até 1 milhão de operações por segundo. Outra vantagem é sua capacidade de armazenamento que, segundo a Oracle, chega se ser dez vezes maior que de outros equipamentos do mercado.

Por ser uma solução integrada com componentes fornecidos pela Oracle, o usuário chama uma única empresa quando precisa de suporte técnico, segundo destaca Chemin. O equipamento é compatível com as aplicações dos usuários que investiram no Exadata 1. Também pode complementar o parque de hardware dos que adquiriram a versão anterior. 
 
A solução

O Exadata 2 vem equipado com processador Intel Xeon e sistema operacional Linux. A solução estará disponível no Brasil em quatro modelos que são: rack completo (oito  servidores de banco de dados e 14 de armazenamento); meio rack (quatro servidores de banco de dados e sete de armazenamento); um quarto de rack (dois servidores de banco de dados e três de armazenamento) e um sistema básico (um servidor de banco de dados e um de armazenamento).  

A configuração básica custará no País a partir de 500 mil reais, dependendo da necessidade do cliente. Não há estimativas de vendas do Exadata no Brasil, mas para o mercado global, as previsões de Ellison são de que o produto gere uma receita de 10 bilhões de dólares durante o próximo ano fiscal da companhia, que vai de junho de 2010 até maio de 2011.   

O produto será comercializado pela Oracle e canal de distribuição da companhia. A solução foi demonstrada pela empresa em evento para clientes, que aconteceu na quinta-feira, 28/01, em São Paulo.

Até a próxima notícia!

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: