DSS – Decision Suport System – Business Intelligence

Business Intelligence se propõe a utilizar dados que trafegam pelos sistemas transacionais da empresa, como informações a serem exploradas com o propósito de tomada de decisão.

Tecnicamente, e de forma prática, Business Intelligence é composto por uma família de sistemas e softwares computacionais que garantem o mecanismo encadeado de informações-decisão (Decision Suport Systems – DSS / Sistemas de Suporte a Decisão). Para uma melhor compreensão dos elementos que compõem essa cadeia de decisão, apresentamos quatro categorias, cada uma com uma função especifica.

Coletando – Limpar e Consolidar. Coletar dados nos sistemas transacionais da empresa e adaptá-los para uso em tomadas de decisão.

Estocando – Concentrar os dados processados e estruturados, para que possam ser disponibilizados para uso em tomadas de decisão.

Distribuindo – De forma fácil e simples, permitir o acesso aos dados, de acordo com suas funções e tipos de uso.

Explorando – Achando a melhor forma de ajudar ao usuário final, a obter, a partir dos ‘estoques de dados’, informações apropriadas à tomada de decisão.

1 Coleta: Ferramentas de ETL (Extract Transform and Load)

Coleta, limpeza e consolidação dos dados estendidos da empresa. A coleta de dados é realizada por uma família de ferramentas conhecidas como ‘Ferramentas de ETL – Extração, Transformação e Carga’. Os sistemas transacionais da empresa não foram criados em um dia. A parte principal dos sistemas transacionais da empresa são, usualmente, heterogêneos. Embora a padronização para troca de informações entre sistemas esteja andando a passos largos, a disparidade de formatos de dados ainda é uma realidade, sendo o principal buraco tecnológico da integração dos dados.

 Antes de se tornar útil, o dado deve ser formatado, limpo e consolidado. As ferramentas de ETL permitem uma automação desses processos e o gerenciamento do fluxo de execução das cargas, de forma a popular a base de dados destino: Data Warehouse ou Data Mart.

 Observe que sistemas de metadados, como o Common Warehouse Metamodel (CWM) possibilita a documentação sobre as características dos dados, ou seja, dados sobre os dados.

 2 Estoque: Data Warehouse e Data Mart

A base de dados da empresa, usados pelos sistemas transacionais, não podem ser usadas para exploração de informações, por não estarem preparadas para esse uso. Como fato adicional, as consultas que visam explorar informações em uma base de dados, são extremamente custosas para os recursos da maquina.

Assim sendo, os dados precisam ser, inicialmente preparados para este fim. Os dados são limpos e consolidados e estocados em uma base de dados específica para esse fim: Data Warehouse ou Data Mart.

Podemos dizer que um Data Mart é uma versão menor de um Data Warehouse. Os Data Marts são voltados para assuntos específicos da empresa, como, por exemplo, dados de um CRM – Custom Relationship Management ou Gerenciamento das Relações com o Cliente, de um Contas a Receber, Custos, etc.

Data Warehouse ou Data Marts são supridos por ferramentas de ETL. Observemos que um projeto de Data Warehouse é bem específico e particular, tanto que é tipo mais como um processo em constante evolução.

3 Distribuição: EIP Enterprise Information Portal

Autorização e crescimento da decisão são pontos que alteram, fundamentalmente, o gerenciamento da informação. As informações serão vistas como um fluxo e não como uma unidade de estoque. A fim de revitalizar reatividade global, as informações estarão extensamente distribuídas para um conjunto de parceiros. Um PORTAL de Informações da Empresa (EIP) cumpre este papel principal.

 4 Exploração: Dashboards, KPI, OLAP, data mining, …

Uma vez que os dados sejam providos, limpos, consolidados e acessíveis, eles podem ser úteis. De acordo com a necessidade, vários tipos de e ferramentas de exploração podem ser consideradas:

– Analisar os dados com ferramentas OLAP – Multidimensional;

– Procurar por pequenas mas visíveis correlações – Mineração de Dados (Data Mining);

– Para ajudar o ‘tomador de decisão’ em determinadas situações, com Dashboards expondo indicadores de performance do negócio (KPI – Key Performance Indicator).

– Para comunicar a performance da empresa via relatórios.

 

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: